segunda-feira, fevereiro 01, 2010

Pensando no chuveiro


Toda vez que vou tomar banho penso como é bom pensar debaixo do chuveiro. Percebo que ali meus pensamentos pululam... e fluem... parecem acompanhar a intensidade, o calor agradável e o fluxo da água.

Pena que ainda não inventaram um laptop à prova d’água, nem uma cadernetinha, um caderninho, um bloquinho, putz, qualquer coisa sobre a qual eu pudesse escrever sem precisar sair de lá, pois muitos dos meus pensamentos acabam escorrendo pelo ralo. Uma pena! Lá se foram...

Que ninguém me dê a ideia, please, de levar um mp3 para gravá-los. Já adianto que não seria a mesma coisa...

2 comentários:

Maria Teresa disse...

Nossa, Marília, sabe que já passou isso também pela minha cabeça? Depois que você fecha as torneiras, mesmo aquelas ideias que ficaram grudadas no vidro molhado do box escorrem e perdem-se para sempre... Uma pena! Bjos

Marília Côrtes disse...

Pois é Maria Teresa... aliás, o post é o que sobrou dos pensamentos daquele banho (quase nada rsrs). Mas uma hora dessas quem sabe eu consiga me organizar melhor e sair direto do banho para o computador, nem que seja para escrever apenas as frases soltas que permaneceram. Depois a gente arruma. O que não dá é pra perder tanta preciosidade rsrs. Um beijo e obrigada pela visita.