quarta-feira, novembro 23, 2011

A debilidade, cegueira e estreiteza da razão humana


Putz... tá difícil! 
Penso, estudo, penso, penso, estudo, penso, e o máximo que consigo produzir são dúvidas, incertezas e infindáveis contradições...

[inspirada em Hume, David: Dialogues Concerning Natural Religion. Edited by J. C. A. Gaskin. New York: Oxford University Press, 2008]

[imagem: um dos diversos exemplares de O Pensador, de Auguste Rodin (1840-1917)]