segunda-feira, janeiro 04, 2016

The bath


Há tempos guardei essa foto em meus arquivos. Volta e meia eu a abria e me perguntava: mas por quê? Porque acho bonita, ora bolas. Não há nenhum mistério nisso. Nenhuma explicação profunda ou abstrusa. Agrada-me, simplesmente, a beleza e circunspecção da moça, sua pose, suas luvinhas pretas, suas pulseiras e seu cigarro na mão esquerda; a mão direita apoiada no queixo, o peso e a gravidade da paisagem levemente árida, silenciosa; o preto, o branco e os diversos tons de cinza; os fartos cabelos loiros presos no coque; o discreto brinquinho na orelha direita, o fato de estar nua, de costas, a contemplar a paisagem, ou talvez o vazio, o nada, ou mesmo a si mesma.

O título da foto é The Bath. Porém, por mais que eu tente, não consigo ver água nessa banheira. Então, pensei, se ela está a tomar um banho, deve ser (ou ao menos parece ser) um banho de espera: aliás, um belo banho de espera, diga-se de passagem.

[photo by Alexander Malchev] 

Nenhum comentário: