terça-feira, abril 08, 2014

A linguagem do amor

"O amor é mudo, diz Novalis, só a poesia o faz falar"


Há tempos anotei essa frase num de meus moleskines. 
Fiquei horas em silêncio, muda, 
a ouvir apenas a poesia contida no meu peito em chamas.

[Depois de um tempo, pensei: alguém poderia objetar que só a poesia faz falar o amor (pois sempre existe alguém neste mundo disposto a objetar). Imaginei que alguém (especialmente aqueles versados em lógica) poderia alegar: não se segue necessariamente... Mas, pergunto eu, o que tem lá o amor a ver  com a lógica? Ah... poupe-me dessa lógica e deixe-me aqui, a sós, em silêncio, com minha poesia amorosa].

Nenhum comentário: